Você está aqui: Início » Curiosidades » 5 fatos surpreendentes sobre o processo criativo
Curiosidades Produtividade

5 fatos surpreendentes sobre o processo criativo

Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  

5 fatos surpreendentes sobre o processo criativo

 

Estar em frente a um computador, focado, mesmo em ambiente tranquilo, pode não ser ainda o cenário mais adequado para surgir aquela boa ideia. Isso acontece porque a criatividade é imprevisível. Diversos estudos que tentaram identificar os estímulos e condições ideais para as pessoas criativas tiveram resultados no mínimo curiosos. Confira:

1. Você pode substituir a falta de ideias por lavar a louça, por exemplo

Conforme pesquisa realizada pela Universidade de Toronto, algumas atividades relaxantes feitas regularmente aciona a área do cérebro responsável pelos insights, aquele momento em que se tem uma ideia nova. Atividades domésticas como lavar a louça e regar o jardim são algumas delas. Mas claro, desde que isso não traga tensão. Atividades físicas leves como caminhada também fazem com que a mente relaxe, e pense mais livremente.

2. O sono não é um inimigo da criatividade

Pesquisa realizada pela Albion College, nos EUA, avaliou 428 estudantes, um grupo fez provas de manhã, com sono, e o outro à tarde, mais despertos. Os dois grupos fizeram duas provas, uma de matemática e outra de enigmas criativos. Nas provas de matemática o grupo sonolento teve a mesma performance que o outro, mais descansado. Já nas provas que avaliam a criatividade, os estudantes com sono tiveram desempenho 50% melhor que o outro grupo. A cientista responsável pelo estudo, Mareike Wieth, concluiu que o resultado se deve ao fato da mente sonolenta, por estar mais desatenta, ser mais propícia a fazer associações mais improváveis do que se estivesse mais focada, estimulando assim a criatividade.

3. O lado bom dos desorganizados

Uma pesquisa na Universidade de Minnesota analisou uma questão simples: a mesa do escritório das pessoas. Em resultado, as mais bagunceiras apresentaram tendência a pensamentos mais criativos se comparadas aos seus colegas mais organizados. A desordem, neste caso, inspirava desafios. Além disso, o processo criativo pressupõe o pensamento divergente, desarmado de regras.

4. Vai uma cervejinha?

É só uma, mesmo. O consumo de álcool em dose moderada estimula a criatividade, conforme pesquisa realizada pela Universidade de Illinois. O motivo é o relaxamento e diminuição de sensores de inibição, fazendo com o que a mente trabalhe mais livremente. O estudo identificou ainda que a bebida estimulou uma maior rapidez nas soluções criativas.

5. Uma mente sozinha pode pensar melhor

Conforme estudo realizado pela Universidade de Washington, o processo criativo individual pode ser mais eficiente que o coletivo. A pesquisa levou em consideração as possibilidades de questionamento em um brainstorming e concluiu que o indivíduo sozinho, pode chegar a uma quantidade maior de alternativas. Entretanto, vale lembrar que a execução da ideia pode depender de um time maior.


Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
/* ]]> */