Você está aqui: Início » Empreendendo » 5 motivos apresentados por empresas para repensar o Home Office
Empreendendo

5 motivos apresentados por empresas para repensar o Home Office

Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  

Empresas repensam o home office

 

Nos últimos três anos grandes empresas decidiram por fim ou diminuir as atividades em home office: Yahoo, a gigante da tecnologia; HP, fabricante de eletrônicos; Best Buy, da área de vendas; e Reddit, mídia social. O acontecimento pegou muita gente de surpresa, de dentro e de fora das empresas, e foi considerado por muitos especialistas como uma decisão que vai de contra-mão às tendências de mercado.

Tratando-se especificamente do caso do Yahoo, o site Business Insider afirmou que a decisão se tratava apenas de uma estratégia de corte de gastos, estimulando que os funcionários que não se contentassem em trabalhar no escritório de demitissem voluntariamente.

Seja esta uma decisão errada ou correta, os motivos apresentados pelas diretorias podem contribuir para a avaliação e planejamento dos profissionais que se interessam pela modalidade e não querem cometer erros.

1.  Agilidade e qualidade

Após a decisão de realocar os profissionais que trabalhavam de casa para o escritório, a diretoria do Yahoo divulgou nota aos profissionais, na qual cita a “velocidade e a qualidade” como um dos aspectos que são prejudicados quando as atividades são realizadas em home office.

2. Produtividade

Conforme o site InforWord, o Yahoo teria identificado baixa produtividade dos funcionários. O problema teria sido identificado por meio da monitoria do sistema de login dos profissionais. A nota divulgada pela empresa, defendendo que as atividades em casa seriam mais lentas reforça este aspecto.

3. Colaboração

No caso da empresa HP, não houve o fim do home office, e sim um pedido para que os funcionários comparecessem ao escritório com maior frequência. A diretoria alegou que a presença favoreceria maior colaboração no trabalho. Conforme divulgado pela agência Bloomberg, um comunicado interno dizia que a empresa precisava “construir uma cultura mais forte de engajamento e colaboração”.

4. Gerência de atividades

Semelhante ao caso do Yahoo, a empresa Rediit, resolveu unir todos os funcionários em um mesmo escritório alegando que a coordenação do trabalho seria melhor realizada se feita pessoalmente. Conforme divulgou o site Fast Company , o CEO da empresa, Yishan Wong, afirmou que o home work teria funcionado apenas “por um tempo”.

5. Controle sobre o trabalho

Na Best Buy os funcionários em home office trabalhavam em um sistema conhecido como Rowe (Results Only Work Environment), que considera os resultados como o principal das atividades. Neste tipo de programa o profissional tem a possibilidade de flexibilizar a rotina de trabalho desde que atinja metas. Em entrevista à CNN, o porta-voz da Best Buy, Matt Furman, afirmou que a empresa não deve estar apenas preocupada com os resultados, mas também em como o trabalho é feito.


Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
/* ]]> */