Você está aqui: Início » Produtividade » Home office: como trabalhar em casa
Produtividade

Home office: como trabalhar em casa

Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  

Durante um dia de expediente, no meio da semana, após passar algumas horas no trânsito para chegar ao local de trabalho, o profissional pode se pegar desejando estar em casa naquele exato momento. Ou ainda no início do dia imaginar o quanto seria bom poder trabalhar ali de sua escrivaninha mesmo, com o conforto de estar em casa. O home office, também conhecido como teletrabalho, é uma das possibilidades profissionais que motiva 43% dos trabalhadores a procurarem um novo emprego, segundo pesquisa da Robert Half.

Como trabalhar em casa

Maior que o questionamento de trabalhar em casa é o de com o quê trabalhar. Para isso, a criatividade e os modelos de trabalho são infinitos, tudo depende da especialidade do profissional. No Brasil, diversas atividades podem ser exemplos de possibilidades de trabalho em casa, são exemplos de profissionais: confeteiros, cabelereiros, designers, programadores, consultores, nutricionistas, professores, jornalistas, secretários remotos, analistas de recursos humanos, entre outros. A Forbes publicou lista com as 10 profissões mais bem pagas em home office em 2012, são elas:

1. Físicos e Radiologistas: em média 1.975,00 dólares por semana
2. Engenheiro de Software/Computação: em média 1.549,00 dólares por semana
3. Gerente Financeiro: em média 1.227,00 dólares por semana
4. Professores Pós-secundários: em média 1.166,00 dólares por semana
5. Pesquisadores de Mercado: em média 1.162,00 dólares por semana
6. Enfermeiras registradas: em média 1.055,00 dólares por semana
7. Especialista em Relações Públicas: em média 1.126,00 dólares por semana
8. Escritores e Autores: em média 987,00 dólares por semana
9. Contadores (analista de impostos): em média 1.061,00 dólares por semana
10. Designer Gráfico: em média 890,00 dólares por semana

Atualmente os principais sites de busca e divulgação de vagas de emprego já oferecem a opção de procurar especificamente vagas de home office. É o caso por exemplo dos sites Vagas.com, Manager e Indeed. Já para quem busca trabalhar de forma autônoma, com frelas, oferecendo algum tipo de serviço, é possível oferecer o trabalho a partir de sites como o GetNinjas, Workana e 99freelas.

A possibilidade é de encher os olhos e geralmente a expectativa é por melhorias. Conforme pesquisa da SAP Consultoria, 67% das empresas se abrem ao home office por acreditar em uma melhoria da qualidade de vida. Ainda conforme a pesquisa, 74% destas empresas tiveram como resultado um bom nível de satisfação dos colaboradores envolvidos.

Entretanto, nem tudo são flores. Conseguir clientes pode depender de bons contatos e a liberdade exige muito mais disciplina do profissional. Em levantamento realizado pela Regus, as principais obstáculos para os profissionais de home office são familiares que exigem atenção (ou atrapalhando ligações) e dificuldades de concentração no trabalho.

Este artigo foi escrito em casa por uma jornalista que pode afirmar que não há como negar que o home office pode trazer conforto e satisfação para o profissional. Contudo, o trabalhador precisa estar bem informado sobre a modalidade e ter persistência e foco em resultados. O sucesso só depende daquela boa e velha atitude de ter muito compromisso e nenhum medo de arriscar.


Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
/* ]]> */