Você está aqui: Início » Aplicativos e ferramentas » Alternativas ao Photoshop: Os melhores editores de foto gratuitos
Aplicativos e ferramentas

Alternativas ao Photoshop: Os melhores editores de foto gratuitos

Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  

A edição de imagem virou algo primordial no ramo profissional. Conseguir fazer um slogan competente, a edição perfeita de uma capa ou até mesmo fazer ajustes em uma foto para perfil de uma rede social é algo que a maioria das pessoas fazem tanto profissionalmente como para entretenimento.

Com a edição de imagens sendo esse sucesso, muitos programas surgiram com o passar do tempo. O Adobe Photoshop foi o que mais conquistou as pessoas, criando uma base fixa e muito grande de usuários, quase que dominando o mercado inteiro, sendo o mais recomendado e utilizado por profissionais.

Leia também:

Porém, muitos não pretendem pagar uma assinatura mensal para adquirir os serviços do Photoshop ou simplesmente não se adaptou bem ao software. Com isso, diversos serviços gratuitos surgiram com muita qualidade, sendo bem úteis para quem não quer desembolsar um dinheiro, mas ainda pretende ter alguma de ferramenta de qualidade para editar fotos e imagens, como vamos mostrar nesse artigo.

Vale resaltar que as alternativas ao Photoshop que serão citadas a seguir são boas e de muita qualidade, mas a maioria tem qualidade mais baixa em relação aos softwares pagos. Sendo assim, a escolha de um programa gratuito é mais indicada em termos de projetos menores, iniciais ou sem muita importância. Para campanhas realmente profissionais e grandes, o mais recomendado é adquirir um software pago, como o Photoshop, que é um dos melhores no mercado.

O Gimp com diversos filtros e muita qualidade

mon

A alternativa ao Photoshop gratuita mais famosa é o Gimp. Tendo como mascote um pequeno ratinho, o programa disponibiliza diversos filtros e ferramentas e, apessar de não ser tão completo como um sotfware pago, ele entrega algo bem similar e ótimo para quem está iniciando e não pretende desembolsar muito dinheiro.

Algo interessante a se frisar é que ele é open source, ou seja, o código dele é totalmente aberto para qualquer um editar, facilitando bastante as melhorias e adição de novas ferramentas ou filtros.

Sua interface é bem intuitiva e fácil, utilizando janelas e menus individuais, deixando o usuário se acostumar de maneira rápida e fácil a ele, não se perdendo muito nas suas funcionalidades, além de existir muitos tutoriais e discursões nos fóruns especializados no serviço.

O Gimp está disponível para as principais plataformas do Windows, Linux e Mac.

O Pixlr e a edição direta pela Web

pixlr-editor-de-fotos

Lembrando bastante o visual do Photoshop, com a barra de ferramenta lateral e seleção de camadas posicionadas em lugares bem parecidos, o Pixlr é a opção ideal para quem está cansado de ter que baixar um programa para editar as suas fotos e prefere utilizar diretamente pela página do navegador.

É possível acessá-lo perfeitamente por qualquer um dos navegadores disponíveis, bastando apenas ter conexão com a internet. Ele possui atalhos no teclado, acesso a filtros, divisão por camadas, efeitos, adesivos e outras funcinalidades comuns e bases de toda edição de imagem.

É possível abrir uma imagem no Pixlr diretamente pela URL dela ou localizando pelos documentos do seu computador. O serviço possui um sistema de menu mais avançado, para usuários que possuem mais habilidade e afinidade com editores de imagens, conseguindo assim fazer um trabalho mais profissional.

Existe uma versão paga de R$ 1,99 por mês, que acrescenta algumas melhorias. Porém, com a gratuita, já dá para fazer diversas coisas interessantes.

O PicMonkey e a simples edição pela Web

picmonkey-editor-de-fotos

Utilizando um sistema de edição direto pelo navegador, semelhante ao Pixlr, o PicMonkey é a opção mais simples e com menos recursos entre todas as alternativas sugeridas aqui.

Com uma interface bem limpa e simples de se usar, o serviço é indicado para aqueles que buscam edições para projetos pequenos e simples.

Apesar da simplicidade e interface bem limpa, o programa ainda possui elementos e recursos bem interessantes, que te dará a possibilidade de fazer projetos e edições bem interessantes.

Dentre os principais defeitos dele estão os recursos para montagens. As ferramentas disponíveis nele não permitem fazê-las bem, além de não ter um acabamento bem amplo.

Os filtros e efeitos do PicMonkey são bem diversos, podendo fazer diversas edições e até adicionar elementos parecidos com os disponíveis no Instagram e SnapChat.

A potência e confiança de Paint.net

paint_net_logo

Com a ideia de ter um Paint um pouco mais avançado, o Paint.net surgiu para ser um serviço simples. Porém, com o grande sucesso e boas críticas, ele acabou se tornando uma das potências na edição de imagem gratuita, perdendo somente para o Gimp, já citado nesse artigo.

Com uma interface um pouco diferente, mais próxima do Paint, o serviço é bastante completo e leve, podendo fazer diversas edições interessantes nele. Ele possibilita utilizar bem os recursos básicos de uma edição, como utilização de camadas, efeitos e plugins.

Com um pouco menos de recursos em relação ao Photoshop e o próprio Gimp, é um aplicativo bem interessante e confiável, já que é uma evolução do já conhecido Paint.

O recomendamos também para projetos de médio e pequeno porte, conseguindo trabalhar muito bem, conforme você vai adquririndo certa habilidade e organização com sua interface.

Com essas recomendações, não é possível mais reclamar da falta de opções para edição de fotos gratuitas. Possuindo diversas opções, tanto para os que preferem acessar pela web quanto para os que acham melhor baixar e ter o programa no seu computador.

O Photoshop ainda é a melhor opção, principalmente por ser um serviço com anos de uso, muitos usuários e diversos elogios. Porém, caso você esteja iniciando um novo projeto, não possui muita expêriencia e nem dinheiro para investir, um bom caminho seria fazer o teste com um desses editores citados.


Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
/* ]]> */